terça-feira, julho 11, 2006

Noite de luar

A noite evoca o sentimento,
Lembra-me meu amor na janela,
Leve como o toque do vento,
Cheirosa, decotada e bela.

A pele sobre o luar a brilhar,
Longe tocava uma bela sonata,
Por esse amor só queria gritar,
Era minha bela chuva de prata.

Os olhos fecham lembrando-a ainda,
E o vento à minha amada cheira,
Quando a lua, como ela, se faz linda.

Oh! Pobre Lua, não fiques com ciúme,
Mas é o vento, este amigo traquina,
Que consigo traz um antigo perfume.



Foto de:
Pascal Baetens

1 comentário:

Luci disse...

Olá!!

Primeiro vim agradecer a visita no meu blog e em segundo, dizer que o teu também é muito agradável!

Lindos os poemas!