domingo, maio 28, 2006

Tango

Banhados pela luz prata da lua,
Toda a tua figura me insinua,
Sobre o vestido te vejo nua,
Gladiamo-nos dançando na rua.

Ao som do Tango entrelaçados,
Ao som de amantes disfarçados,
Sensuais carícias cobiçados
Por mil olhos embeiçados.

Em cada impedimento um pagamento,
Em cada movimento um sentimento,
Do gemido da viola o sofrimento,
O desejo pede aprofundamento.

A luz e o espaço esquartejo,
Ao som do Tango te desejo,
E em rodopio te manejo,
E sobre a lua tudo vejo.

Ao som do Tango te seduso,
Onde cada passo é selvagem,
Danço num passo confuso,
Pois tudo em ti é vertigem.



Foto de:
Pergamon

1 comentário:

Anónimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic